cropped-capa.jpg

Já se passaram quase 400 anos desde que as terras brasileiras, localizadas na Região dos Lagos fluminense, e então dominadas por portugueses, despertaram o interesse econômico da monarquia francesa. Naquela época, a iminente disputa pelo território conhecido como Jacuruna, onde hoje está situada São Pedro da Aldeia, obrigou o governo de Portugal a povoar a região como forma de se defender de uma possível invasão.

Assim, no dia 16 de maio de 1617, em cumprimento a uma determinação da coroa portuguesa, o capitão-mor de Nossa Senhora da Assunção de Cabo Frio, Estevam Gomes, oficializou a doação de terras para que fosse criada a então Aldeia de São Pedro do Cabo Frio. O espaço foi habitado por cerca de 500 índios, vindos de uma aldeia do Espírito Santo, e já catequizados pela Igreja Católica.

Estava então consolidada a data de fundação da cidade. A partir daí, São Pedro da Aldeia começa a prosperar, sendo elevada, em 1795, à categoria de freguesia. Em 1890 alcançou a categoria de Vila e, finalmente, em 17 de dezembro de 1929, foi reconhecida como Município.

Com o passar dos anos, a pequena aldeia acabou se transformando numa cidade de 96 mil habitantes. Com a atividade econômica baseada em turismo, pesca artesanal e extração de sal marinho, São Pedro da Aldeia chega aos 400 anos, em 2017, como uma das principais cidades da Região dos Lagos e da Baixada Litorânea.

Veja também!